Social icons

casa.

06 abril 2020

E este dois mil e vinte. Num ano em que a palavra "casa" ganha outra dimensão, é nestas paredes que encontramos o aconchego e que projectamos os sonhos de dias melhores. Este é o post que marca o regresso a também esta casa, que é a nossa, feita de imagens bonitas e palavras sentidas. Hoje — para não ser no primeiro de abril, que ninguém iria acreditar — volto a escrever-vos e a partilhar convosco tudo aquilo que tenho. Partilhar as memórias de outros tempos, viagens passadas, esperanças futuras e a casa. A nossa casa. Sejam bem-vindos.


Acreditem ou não, este post estava já mais ou menos alinhavado para ser publicado em Janeiro. Claro está, entre voos, estadias e a vida, no geral, fui adiando, adiando. E de repente [...] tudo mudou. Já não há voos, as estadias são em casa e a vida vai sendo posta em standby.

São tempos estranhos, estes em que vivemos. Num piscar de olhos e sem trailer a anunciar o que aí viria, vimo-nos numa situação nunca antes imaginada, sem precedentes. E vamos assistindo a este filme em primeira mão, vivendo um período que será, sem sombra de dúvida, registado nos livros de história.

Estamos em casa. Porque temos que estar. Mas também, estar em casa é um privilégio. É o nosso porto seguro — agora mais do que nunca — e é o espaço que nos representa. É lar. E se esta não é a melhor altura para partilhar um bocadinho do nosso lar, não sei...


O segundo direito é um apartamento cheio de luz, com um cheirinho maravilhoso, de onde nas varandas se vislumbra o Tejo de um lado, o Palácio da Pena do outro, e os finais de tarde mais bonitos. Eu e a Sofia partilhamo-lo. Durante vinte e quatro anos partilhámos um quarto, portanto fazia todo o sentido partilhar agora a responsabilidade desta casa. Cada uma fica com o seu espaço e a logística da gestão de tudo o resto vai sendo construída. Temos um gosto muito parecido e sempre soubemos viver juntas. Tivemos que aprender. Por isso quando me perguntam se nos damos bem a resposta é "claro, é a minha melhor amiga" — para além de ser a minha irmã e de me conhecer melhor que ninguém. E vice-versa. 

esta é uma casa de amor e é por isso que a vimos partilhar convosco...





Se me acompanham no instagram podem ter já visto o 2º direito por lá, várias vezes. Estou apaixonada por esta casa. E apesar de ainda não estar terminada (aliás, está longe disso) muitos de vocês que me seguem por lá já me têm pedido para partilhar um bocadinho desta nossa casa. Por isso, para já, deixo-vos com alguns detalhes de uma das divisões onde temos passado mais tempo nesta quarentena: a cozinha. 

É apenas um sneak peek do que aí vem. São apenas algumas imagens soltas. Há toda uma reportagem com a tour da casa, do que ainda falta fazer e dos truques e diy's que já foram feitos e que vos podem inspirar.


Por isso começamos esta primeira semana de abril assim: um dia de chuva lá fora, um cheirinho bom cá dentro. Eu, ela e o Toulouse. Mas isso será outro capítulo. Para já, fiquem com este cheirinho a casa, directamente da cozinha do segundo direito e preparem-se para as próximas partilhas...

4 comentários

  1. Bem-vinda de volta :) Pena que seja em tão estranhas circunstâncias mas, ainda assim, que bom voltar a ler o blog :)

    ResponderEliminar
  2. Feliz por estares bem e adorei ver os detalhes do "segundo direito".

    www.thelisasworld.com

    ResponderEliminar
  3. Fico tão feliz quando vejo que há publicação nova por aqui. Que detalhes bonitos dessa casinha! Stay safe. Um beijinho

    ResponderEliminar
  4. tão bom poder curtir nossa casinha com quem amamos né? seja uma irmã, um parceiro, enfim :) lugar onde até o aconchego tem cheiro ♥

    ResponderEliminar