Social icons

natal: as luzes da cidade

03 dezembro 2021

Um dos passeios mais aguardados, durante todo o ano. E todos os anos é sempre um marco especial no arranque da temporada. Assim que a cidade se ilumina e se veste com cores de natal, saem os gorros e os cachecóis e seguimos em romaria até à baixa de Lisboa. Este ano não foi excepção e por isso gostava de vos deixar com esta partilha, para que vos sirva também de inspiração e possam aproveitar o embalo e ir dar uma volta mais logo — ou, simplesmente deixarem-se levar pelos registos desta cidade que fica (ainda mais) bonita no mês de Dezembro. 


A nossa sugestão será começarem pela Avenida da Liberdade, descendo a partir do Marquês. De carro é fácil de estacionar por lá (sobretudo por ser uma zona que não é paga depois das19h) e de transportes têm também todos os acessos à disposição, de metro ou autocarro.



Sigam pela Praça dos Restauradores em direcção ao Rossio e façam uma paragem estratégica (e deliciosa) no Beira Gare, onde podem petiscar um rissol de leitão, pedir uma bifana no pão e brindar com uma imperial. Se é para ser, que seja em bom. E não há nada melhor do que isto.

Antes de mergulharem no imenso mercado de natal que está no Rossio, um desvio pela Ginjinha Sem Rival não cai nada mal. O aconchego perfeito para as noites frias e o boost muito preciso para a caminhada que se avizinha. Brindem aos amigos, à família, à vida. E sigam passeio.




Percam-se nas luzes da praça, nas várias barraquinhas natalícias do Rossio Christmas Market (que podem visitar até dia 19 de dezembro) e continuem passeio pela Rua Augusta. Este ano numa versão mais moderna e dinâmica. Aliás, parece-me que a Câmara de Lisboa apostou em ideias mais arrojadas, fora da caixa, e o resultado está à vista na Rua Garret, no Chiado, com as suas alforrecas flutuantes. Mas já lá iremos.


Percorrendo a Rua Augusta chegarão ao famoso arco, que abre caminho para o Terreiro do Paço. Aí poderão vislumbrar a grande árvore de natal iluminada, com mais de 30m de altura, que enche a praça de uma luz especial. Para mim, só faltava mesmo alguma música difusa, de fundo, nos acordes que melhor conhecemos, para tornar o passeio ainda mais especial. À falta de instalação musical, podem sempre ir cantarolando um all i want for christmas is youuuu. Eu sei que o fiz.




Daí sigam para a Praça do Município, que também está muito bonita na sua amplitude simples mas, ao mesmo tempo, tão cheia de tudo. Tudo para poderem trepar a Rua Nova do Almada rumo aos Armazéns do Chiado. Admirem a fachada bonita e a vida que se faz sentir pelo Chiado. As famosas alforrecas (adoradas por uns, odiadas por outros), flutuam pela Rua Garret até ao Largo Camões, onde culmina uma instalação iluminada com os votos de boas festas e fecha assim este nosso passeio.


Todos os anos, de uma forma ou de outra, este é uma das tradições que mais gostamos de manter. É o iniciar de uma das épocas mais adoradas cá em casa e este ano, especialmente, já estava com muita vontade de celebrar o Natal. Penso que 2020 nos roubou um pouco a magia da quadra, com o maldito vírus e uma coluna fracturada da mãe. Então estava sôfrega por poder compensar este ano. E posso-vos dizer que, para arranque, não se saiu nada mal.


Bons passeios!

Enviar um comentário