Social icons

primeiro de maio

01 maio 2020

E as força da nostalgia. Faz hoje dois anos que comecei a voar. Dois anos. E se o primeiro ano como tripulante foi passado fardada, no meio da azáfama do aeroporto de Lisboa, entre bons dias e bem-vindos, hoje agarro-me às memórias de outros dias e à esperança de que melhores dias virão...


um de maio

Foi no Dia do Trabalhador de dois mil e dezoito que empreguei aquela que viria a ser a minha farda de todos os dias, que me encheria de orgulho e que me faria sair da cama — muitas das vezes antes das quatro da manhã — com um sorriso no rosto. Foi também nesse ano que passei o primeiro de maio a trabalhar... e não podia tê-lo passado melhor.

Partilhei por aqui um pouco do meu percurso e a razão da minha mudança de profissão. E sempre disse a mim mesma que se fosse trabalhar com um sorriso no rosto, estava num bom caminho. Até hoje isso permanece intocável. Aliás, hoje sinto-me um bocadinho menos feliz por estar em casa, impedida de voar. São tempos estranhos, estes que vivemos.



Começo maio com a notícia de que continuarei mais um mês de layoff. E se me tinha mentalizado para estar sem voar durante abril, agora comecei um processo novo para o fazer relativamente a maio. Não vos sei explicar, mas quando se gosta muito daquilo que se faz e se fica privado de o fazer [...] sente-se um vazio enorme que dificilmente é preenchido.  Por isso só me resta esperar, por dias melhores, e acreditar que não tarda estaremos todos a voar novamente. 

Para já partilho convosco os artigos que já publiquei dentro do tópico aviação:


e deixo-vos espaço a perguntas, pois têm sido várias as que recebo no instagram. Aproveitem a caixa de comentários para perguntarem o que quiserem sobre a área. Tenho muito tempo para vos esclarecer!

Encontramo-nos em breve, por aqui. Até lá, tenham cuidado e fiquem bem!

1 comentário

  1. Histórias incríveis as que contaste aqui no teu blogue sobre esta tua mudança de vida.
    Não é nada fácil.
    Eu estou na mesma situação, porque também quero mudar, mas falta o passo principal... E uma das possibilidades é, precisamente, investir neste mesmo curso.

    Espero que esta pandemia passe rápido para que possamos voltar todos ao "normal" e, no teu caso, que voltes a voar. :)

    Abraço e obrigado pelos testemunhos.

    ResponderEliminar